Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

tu consegues fazer lindo

tu consegues fazer lindo

16
Mar17

Emoções de sempre…

Lisié Champier

capulana.jpg

 

Vou falar de ti, nossa Rainha! Minha conversa é única, és nossa. Quem quiser que se zangue, "é com ele". Não ligo nenhuma!… (risos, é brincadeira)

Esse nome que usas, adivinha quem o deu? Proveio da tua terra, Moçambique. O teu histórico está aqui, fazes parte das nossas vidas, e nós da tua. Emblema cultural, sem dúvida, és tu. Agora, posso dizer o teu nome? …És… “capulana”

… Capulana, faz tua Corte Africana…

Os outros, que te abracem muito, mereces. O que é bonito, deve ser cuidado e nós adoramos quem te quer bem…

Não existe um pedaço de pano, tão maternal e com cheirinho de bebé, quanto tu…os bebés, são os primeiros à amar-te…(Neneca, um hábito moçambicano em que se carrega o bebé às costas, amarrado por uma capulana). Claramente, há muita união de afecto e calor humano, e por isso, “neneca” é mesmo viciante.

Imagem mais bonita que tenho, lembro-me do meu filho, de olhos quase fechados, dedo na boca, a rastejar-se pelos pés e de capulana à mão. Meu boneco amoroso cheio de sono, caminhava para mim. Seu pedido era simples, queria aconchego (que mãe não se derretia?) …“mãe quero neneca”….

Também, sempre associadas às danças, cerimónias e tratamentos tradicionais. Capulanas e raízes caminham juntas com os curandeiros. Tratar o povo é a função comum.

De criança à mulher, estas principiantes, passam à trajá-las, tal e qual às suas mães. A ginga aumenta… Vestir capulana é maningue nice…

Dás mais leves às pesadas, são todas lindas. Pedaços de algodão se diversificam em cores garridas, com motivos encantadores, maravilham toda à gente. O nome disso, é arte, mais pura que retracta vidas de África.

Na moda, com um pouco de criatividade, vira logo um show. Se é em turbantes, roupa, sapatos ou acessórios, há sempre espaço para inventar uma nova aplicação…Retalhos que viram moda…Imagina, sua força e beleza, migraram para novos horizontes. …

Capulana atravessou o mundo
… Objecto humilde que virou glamour. …Palmas pra ti, nossa capulana, nossa amiga de sempre…

…Majestosa, representas nossa África…

Texto de : Lisié Champier
Fotografia de : Daniel Monteiro Jr.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D